• Cônsul-Geral da O Consulado Geral da República Popular da China em São Paulo

    Yanjun Zhang, Viviana Zhang, Sun Rongmao, Wu Jun, Linjie Xiao, Link Zhang

    Yanjun Zhang, Viviana Zhang, Sun Rongmao, Wu Jun, Linjie Xiao, Link Zhang

    IMG_7893

    Conheci o Sr. Zhang e sua família completamente por acaso quando eles apareceram para pedir uma bandeira nacional de cinco estrelas, o que me impressionou bastante. E eu gradualmente passei a conhecer a sua história em comunicações posteriores.

    No início, foi um pouco difícil entender por que o casal abandonou seus empregos, viajou milhares de quilômetros e investiu tudo o que tinha para se envolver com fotografia no Brasil por uma década. Desconhecendo o idioma local em um ambiente totalmente estranho, eles enfrentaram várias dificuldades e perigos. Então qual foi o ímpeto que os levou adiante em um período tão difícil?

    Sentado em um sobrado em um dia ensolarado, analisei as filmagens e fiquei muito comovido conforme o casal narrava a sua experiência. Eles vieram para cá somente por causa do seu sonho e do seu louco amor pela cultura brasileira. Eles acreditavam nos seus sonhos e estavam perseguindo-os.

    O Brasil, como um país de imigrantes, possui multiculturalismo e características integradas combinadas nesta nação. Além do samba e do futebol, há a Oktoberfest alemã, a Expoflora de Holambra, e o festival do pinhão de sabor tipicamente suíço, o que contribui para um ambiente colorido e estonteante. O país possui irresistíveis belezas naturais, incorporadas em suas cachoeiras, mangues, praias, a floresta amazônica, jibóias, piranhas, arara azul e tuiuiú……; a beleza primitiva e selvagem surge por toda parte. O Sr. Zhang, com sua câmera, mostrou ao mundo as belas paisagens, alguns lugares nos quais muitas pessoas nunca conseguiram chegar. Louvavelmente, as informações sobre muitas dessas fotos preciosas eram do “Pequeno fotógrafo”, Link Zhang. Ele, que tem apenas sete anos, e sua irmã mais nova de cinco anos, que nasceu em um jipe, vivenciaram muitos solavancos desde que nasceram acompanhando seus pais. Assim, jovens como eram, podiam fez um uso hábil da câmera, como jogar Transformers. Eu brincava que eles pareciam os “Pequenos Xu Xiakes” do século XXI. (Xu Xiake foi um geógrafo chinês viajante e escritor na Dinastia Ming.)

    A ordem pública no Brasil não foi muito satisfatória. A família do Sr. Zhang foi roubada várias vezes e um dos furtos mais desastrosos ocorreu há dois anos, quando 200 discos rígidos cheios de vídeos, duas máquinas de edição, 15 computadores e imagens fotografadas no passado, etc. foram perdidos. Poucos meses depois, o jipe desapareceu sem vestígios. Tudo isso representou um duro golpe para eles. No entanto, eles seguiram em frente e sobreviveram, começando tudo do zero novamente.

    Com a família crescendo primeiramente do casal para quatro membros atualmente, eles passaram uma década no Brasil onde entenderam, experimentaram e interpretaram o país para conseguir acumular pilhas de dados de imagem valiosas. Agora eles entregaram uma folha de respostas ao apresentar o Brasil para o mundo sob sua própria perspectiva.

    Dez anos testemunharam os passos do casal em cerca de 160 mil quilômetros, uma criação de vídeos com quase 6.000 horas de duração e milhões de fotos, a chegada dos seus filhos no mundo e a busca do seu sonho.

    Eles colheram belos frutos.

    Sun Rongmao
    Cônsul-Geral da O Consulado Geral da República Popular da China em São Paulo
    19 de março de 2009 em São Paulo