Acompanhamento na casa dos Mestres Fandangueiros

No dia 11 de Janeiro recebemos mais uma vez a visita da simpática família chinesa (Zhang, Linjie, Link e Viviana) que vieram fazer um documentário sobre a Cultura do Fandango Caiçara em Cananéia. A família já visitou Cananéia em 2007, também para filmar um documentário sobre a cultura no Brasil. Acompanhei eles em três visitas…

Primeiro com o Grupo de Fandango Batido São Gonçalo, as filmagens foram feitas na sede do grupo no final da tarde de sexta feira. O grupo contou a história do Fandango Caiçara e suas danças como a Dança de São Gonçalo, Anu, Queromana e a Graciosa. Foi uma visita agradável e todos se divertiram muito.

Na manhã de Sábado fomos visitar o Mestre Nelson Franco, também conhecido como Seo Nelson Pica Pau, no sítio Pinheirinho que fica no 21 km da estrada da ponte. Essa viola que o Seo Nelson está tocando tinha praticamente acabado de sair da forma, uma das melhores violas que eu vi dele! Tocamos um monte de modas de fandango entre chamarritas, dandãos e bailados. E também conversamos bastante da época em que Seo Nelson tocava nos bailes das casas dos vizinhos.

Depois do almoço fomos na casa do Mestre Agostinho Gomes, que nos recebeu com toda sua simpatia e carisma. Tocamos a chegada da Bandeira do Divino Espírito Santo onde ele me acompanhou tocando caixa de folia, depois emprestei minha rabeca e perguntei – “Seo Agostinho sabe quem fez essa rabeca?” aí ele olhou, olhou e falou – “Foi um homem chamado Agostinho Gomes” e caímos na risada. Ele começou a tocar e não parou mais, ficou tocando as chegadas e despedidas da bandeira e dando nome pra cada uma delas, como a despedida do Rosário e do Bom Jesus de Iguape. Essa rabeca foi feita em 2007 encomendada pelo Mestre Angelo Ramos e eu comprei ela em 2011.

[ Leia mais ]